fbpx

A yoga facial tornou-se o assunto do momento quando falamos em saúde facial. 

Por meio de movimentos e massagens, a técnica promete trabalhar os mais de 50 músculos presentes em nosso rosto, proporcionando um efeito lifting natural.

Algumas personalidades como Meghan Markle, Gwyneth Paltrow, Madonna e Maitê Proença já declararam que os exercícios faciais fazem parte da rotina de beleza, atuando na tonificação dos músculos e tratando a flacidez. 

Mas será que o tratamento é mesmo eficiente e capaz de favorecer o rejuvenescimento? Descubra mais sobre o procedimento no post de hoje.

O que é yoga facial? 

A yoga facial é uma prática milenar de automassagens e movimentos estéticos para o rosto e pescoço. 

Seu objetivo é proporcionar um rejuvenescimento natural focado na parte muscular da face. Assim, a técnica exercita pequenos músculos do nosso rosto que não são trabalhados no dia a dia.

O exercício é uma alternativa para melhorar a aparência de forma natural, mantendo suas características físicas pessoais. 

Quais os benefícios dos exercícios faciais?

A prática da yoga facial proporciona o alongamento dos músculos e o treino da memória muscular, que fortalece a pele e suaviza as expressões faciais. 

Além disso, o exercício diminui a tensão e descansa a fisionomia ao mesmo passo que redefine o contorno facial e aumenta a circulação sanguínea. 

Sobretudo, a yoga facial proporciona o autoconhecimento, o reconhecimento do seu corpo, e a harmonia entre o estético e o funcional.

Cuidados ao praticar yoga facial: existem contraindicações? 

A prática dos exercícios faciais oferece muitos benefícios para o rosto, como falamos acima, e pode ser realizada em qualquer idade. 

Os resultados aparecem a partir da constância dos exercícios e quanto antes você começa, mais rápido e maiores são os efeitos. 

Entretanto, a yoga facial oferece bons resultados apenas quando feita da forma correta, e jamais deve ser praticada em áreas que há aplicação de toxina botulínica. 

Para isto, é importante que você desenvolva uma consciência da sua musculatura e dos movimentos que está realizando. 

Antes de recorrer aos exercícios de fortalecimento, precisamos começar com os exercícios de alongamento. 

Movimentar os músculos tensionados, rígidos, sem relaxá-los primeiro, acaba levando ao aparecimento de marcas. 

Sendo assim, antes de iniciar sua rotina de exercícios, limpe sua pele e suas mãos, faça uma massagem facial para relaxar a musculatura e, aí sim, parta para a prática.  

O essencial é eliminar a tensão facial antes de colocar a força dos movimentos. Caso contrário, exercícios errados podem causar mais rugas ao invés de suavizá-las

É necessário investir em algum equipamento?

Uma das maiores vantagens da yoga facial é que não há necessidade de investir em aparelhos, equipamentos ou soluções específicas para realizar os exercícios. 

Ainda assim, algumas pessoas aproveitam o momento de autocuidado para aplicar óleos e cremes próprios para a face, o que torna o seu momento de skincare ainda mais especial. 

Yoga facial substitui procedimentos estéticos? 

Não, você não precisa escolher um único tratamento para melhorar a sua aparência. 

A yoga facial favorece a manutenção de outros tipos de tratamento, sendo uma excelente opção para potencializar o resultado de procedimentos estéticos mais modernos. 

Os exercícios podem incrementar sua rotina de cuidados, auxiliando na durabilidade e naturalidade de procedimentos dermatológicos.

No entanto, a prática deve ser realizada 48 horas após procedimentos estéticos com a recomendação do seu dermatologista. 

Nosso rosto conta a história de nossa vida e merece atenção. Se você deseja traçar um planejamento de cuidados com sua pele, fique à vontade para marcar uma consulta. Será um prazer acompanhar sua jornada de autocuidado. 

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro