fbpx

Toxina botulínica

Uma das principais queixas em consultórios dermatológicos é o envelhecimento da pele, especialmente na região facial. Entre as soluções, a toxina botulínica é o tratamento mais procurado por pacientes e recomendado por especialistas. 

Conhecida popularmente como “botox”, o procedimento é uma alternativa para quem deseja minimizar rugas e linhas de expressão, resultando em uma pele com aspecto mais jovial e saudável.

O que é toxina botulínica?

Apesar da nomenclatura que muitas vezes não é reconhecida, o tratamento com toxina botulínica é um dos mais procurados dentre os atuais procedimentos estéticos. 

Popularmente conhecido como “botox”, o tratamento é muito utilizado por homens e mulheres que desejam suavizar sinais na região facial. 

Produzida pela bactéria Clostridium botulinum, a toxina botulínica é funciona como um bloqueador dos sinais nervosos do cérebro para um músculo específico. 

Assim, ao ser aplicada uma pequena quantidade, o “botox” causa relaxamento local e paralisia temporária dos músculos que causam as linhas de expressão indesejadas. 

Este bloqueio, no entanto, é temporário. Após um tempo, o organismo produz novas vias de transmissão dos sinais para que a área tratada volte a “funcionar”. 

Exatamente por sua função, a toxina botulínica não deve ser usada em qualquer área facial, pois pode paralisar musculaturas importantes para a expressão do paciente.

Em geral, a substância é aplicada na região dos olhos (pés de galinha), região da testa e o espaço entre as sobrancelhas (glabela), para amenizar e prevenir rugas e linhas de expressão. 

Muitas vezes, essas marcas são causadas pela contração dos músculos faciais por longos períodos, e é comum aparecer conforte a pele envelhece. Mas também podem ser influenciados por exposição solar inapropriada, má alimentação e até tabagismo. 

Para o que serve a toxina botulínica?

A toxina botulínica funciona como um agente relaxante que minimiza, de forma temporária, rugas e linhas de expressão que aparecem pelo movimento repetitivo da musculatura facial. 

A técnica é um procedimento estético usado especialmente para diminuir marcas na pele, especialmente as linhas de expressão, como os pés de galinha, por exemplo. 

Mas também pode ser usado como tratamento preventivo, paralisando a musculatura para evitar que as marcas se formem.

Em alguns casos, quando as linhas de expressão são mais profundas, apenas a toxina botulínica pode ser insuficiente, assim o tratamento deve ser complementado com peelings químicos, estimuladores de colágeno ou preenchedores faciais. 

Além da função estética, o botox também pode ser usado como medicamento para pacientes que sofrem com enxaqueca, sudorese excessiva (nas mãos, pés e axilas)  e até bruxismo. 

No entanto, seja para fins estéticos ou medicinal, é fundamental consultar com um profissional habilitado antes do procedimento. 

Qual a diferença entre botox e preenchimento facial?

Apesar de serem os tratamentos mais comuns para combater sinais na pele, e serem complementares em alguns casos, a toxina botulínica e o preenchimento facial não oferecem os mesmos resultados.

A toxina botulínica funciona como um paralisante muscular para rugas dinâmicas, ou seja, as que aparecem ao movimentar o rosto. 

Já o preenchimento facial é indicado para rugas mais profundas, como as linhas de expressão ao redor da boca (bigode chinês), pois são marcas estáticas. 

Além disso, como o nome sugere, o preenchimento facial também proporciona volume à área tratada. 

Ambos os procedimentos são eficazes e seguros, porém sempre devem ser indicados por um médico dermatologista após a avaliação adequada.

Como o botox é aplicado?

Antes de aplicar a toxina botulínica, o dermatologista deve higienizar a região. Por ser um procedimento pouco doloroso, raramente é necessário o uso de anestesia antes da aplicação. 

O botox é injetado nas áreas predeterminadas com seringa e agulha pequena, normalmente utilizada na aplicação de insulina.

Pequenos hematomas podem aparecer na pele do paciente após a administração do botox, mas são passageiros. 

Em geral, o resultado do procedimento aparece em até 15 dias e pode ser reaplicado de quatro a seis meses. Porém, para que o tratamento seja eficaz e seguro, o paciente deve procurar um local e profissional habilitado. 

Por ser um procedimento estético muito procurado, é comum encontrarmos muitas clínicas que realizam a aplicação de toxina botulínica. 

No entanto, é importante que o tratamento só seja feito com um médico dermatologista, pois ele deve ser capaz de avaliar a face, identificando os pontos de aplicação e a dosagem que cada área realmente precisa. 

O excesso de substância ou a aplicação incorreta pode alterar a expressão facial do paciente, resultando em uma aparência artificial. 

Indicações e contraindicações do procedimento

A toxina botulínica é indicada para:

  • Amenizar rugas, como pés de galinha e linhas horizontais na testa
  • Prevenir linhas de expressão
  • Reposicionamento das sobrancelhas
  • Paralisação das glândulas sudoríparas (transpiração excessiva)
  • Tratamento de enxaqueca
  • Estrabismo, entre outros. 

Para tratamentos estéticos contra rugas e marcas, é importante que a área seja analisada antes do procedimento. 

O tratamento com toxina botulínica é indicado para pacientes a partir dos 25 anos para tratamento preventivo de rugas dinâmicas. O procedimento também pode ser feito antes dessa idade para finalidades terapêuticas. 

No entanto, pacientes alérgicos à componentes da formulação não devem recorrer ao procedimento. Assim como grávidas, lactantes e portadores de doenças neuromusculares e imunológicas. 

Também não devem ser tratados músculos com funções importantes na expressão natural do paciente, pois são necessários para o aspecto físico e até funções fisiológicas, como os músculos da linha do sorriso, que auxiliam a mastigação. 

Como funciona os resultados e manutenção do botox?

Após a aplicação de botox, os resultados aparecem em até 15 dias, tendo o efeito final perdurado por cerca de três a seis meses até acabar gradativamente com o retorno da ação muscular. 

A toxina botulínica pode ser reaplicado a cada 4-6 meses, e caso o tratamento seja recorrente, a musculatura facial tende a enfraquecer, fazendo com que as aplicações passem a durar mais tempo. 

Para saber se a toxina botulínica é o tratamento ideal para seu caso, faça uma avaliação clínica com um médico dermatologista. O uso do botox é um procedimento estético seguro e eficaz, porém deve ser feito em local habilitado para resultados positivos.

Abraços,

Dra. Larissa Oliveira.

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro