fbpx

Lifting facial com fios

Uma queixa comum em consultas dermatológicas é a flacidez cutânea. Problema que acomete homens e mulheres, muitas vezes a perda da firmeza e o contorno facial afeta a estima dos pacientes.

Uma alternativa para solucionar estes sinais de envelhecimento da pele, seja por questões genéticas ou por hábitos de vida é o lifting facial com fios, um tratamento minimamente invasivo que melhora a sustentação da pele. 

Para quem não deseja submeter-se à intervenções cirúrgicas, a sutura silhouette e os fios de PDO podem ser uma opção segura e efetiva para o “levantamento” da face e a produção de um novo colágeno. 

O que é lifting facial com fios?

O lifting facial com fios de sustentação é um procedimento estético não invasivo para quem deseja tratar flacidez e contorno facial, além de elevar algumas áreas do rosto.

O procedimento envolve a passagem de suturas sob a pele da área tratada, seja face, pescoço ou outras, para corrigir a queda e flacidez dos tecidos. 

A técnica é segura e não agressiva, sem grandes incisões e com o tempo de recuperação muito menor se comparado com intervenções cirúrgicas.

O lifting facial com fios é indicado para pacientes que desejam uma maior suspensão da pele com resultados naturais. 

Devido à tração imediata causada pelo fio sobre os tecidos, alguns processos biológicos ocorrem na região, como efeito lifting pela formação de uma pequena fibrose dérmica (espécie de cicatriz interna presente em locais operados) e o estímulo da produção de colágeno.

O tipo de fio utilizado depende de cada caso, área tratada e da necessidade do paciente. Durante a avaliação clínica, o médico dermatologista irá dizer qual será usado: fios de sustentação absorvíveis ou inabsorvíveis. 

Em geral, os fios absorvíveis são os mais indicados por serem biocompatíveis, ou seja, mais toleráveis pelo organismo e minimizar os riscos de rejeição.  

O que é sutura silhouette e PDO?

Os fios de sustentação absorvíveis são mais indicados por sua segurança. Entre eles, existem os tipos:  

Lifting facial com fios silhouette

Os fios silhouette são feitos a base de ácido polilático ou PLA, substâncias absorvíveis pelo organismo humano. 

Logo após a sessão, o efeito de suspensão da pele acontece de forma imediata e dura em média dezoito meses até a absorção total. 

O material também estimula a produção de colágeno, o que intensifica o efeito lifting nos meses seguintes. 

 

Lifting facial com fios PDO

Já os fios de PDO são feitos de polidioxanona e sua função principal é o estímulo de colágeno. 

O lifting facial também ocorre nesse caso, porém o efeito não é imediato como acontece com os fios silhouette.

A suspensão da pele facial aparece à medida que o novo colágeno é produzido pelo organismo, em que acontece a contração das fibras da pele. 

Em quais casos o procedimento é recomendado?

O lifting facial não cirúrgico é indicado para homens e mulheres que desejam amenizar os sinais de envelhecimento da pele, como a flacidez facial, de forma não agressiva e com resultados mais naturais. 

Não existe contraindicação de idade, mas é comum que o procedimento seja feito a partir dos 30 anos como um tratamento preventivo. 

Entre as recomendações do lifting facial com fios estão:

  • Flacidez facial ou do pescoço
  • Perda do volume malar
  • Contorno da mandíbula
  • Ptose (queda) do supercílio e/ou linha mandibular
  • Sulcos faciais (bigode chinês e marionete) 
  • Papada

Apesar de ser um tratamento rápido e eficiente na maior parte dos casos, o lifting facial também possui contraindicações como pacientes com pele muito fina ou com excesso ou falta de tecido adiposo (gordura), infecções de pele no local da aplicação ou portadores de coagulopatias (distúrbios da coagulação sanguínea). 

Como funciona o lifting facial com fios?

O lifting facial com fios é um procedimento rápido e não invasivo, sem cortes e não doloroso. 

É feito em consultório dermatológico com anestesia local para um maior conforto do paciente durante a introdução do fio. 

Antes do procedimento, é feita uma avaliação facial do paciente para descobrir qual o tipo de fio mais adequado, sendo possível usar mais de um modelo durante o tratamento.

O fio é introduzido abaixo da superfície da pele por meio de pequenas agulhas. No caso de tratamento para suspensão facial, assim que a agulha é retirada, acontece a tração do tecido para que a pele seja erguida.  

Já nos tratamentos para colágeno, os fios são introduzidos em direções e áreas diversas, que após a absorção dos fios pelo organismo será substituído pelo colágeno produzido. 

É possível notar melhorias imediatas, logo após a sessão, gerados pela tração dos tecidos. No entanto, uma melhora progressiva pode acontecer no resultado, pois o procedimento estimula a produção natural de colágeno, que acontece com o passar dos meses.

Quais os cuidados pós-procedimento?

Por ser um procedimento não invasivo, após o lifting facial o paciente pode retomar suas atividades diárias.

Assim como outros tratamentos estéticos, alguns sintomas como inchaço e vermelhidão podem aparecer, porém são momentâneos e somem dentro de alguns dias. 

Uma recomendação fundamental é evitar pressão direta sobre o local tratado, mesmo durante o sono, e movimentos faciais intensos. 

Também é indicado que o paciente espere ao menos quinze dias antes de realizar outros tratamentos de pele como massagens faciais e limpeza de pele, assim como cirurgias dentárias. 

Para saber mais informações sobre o lifting facial com fios não cirúrgico, entre em contato comigo. Será um prazer receber você em uma consulta avaliativa para descobrirmos qual o procedimento dermatológico mais indicado para o seu quadro.

Abraços,

Dra. Larissa Oliveira. 

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro