fbpx

Endermoterapia vibratória

Sabemos que alterações estéticas são normais na vida de homens e mulheres, mas, ainda assim,  são o maior motivo para a procura por procedimentos dermatológicos. 

A endermoterapia vibratória é uma opção de tratamento tecnológico para quem deseja soluções práticas e seguras para se livrar da celulite e flacidez, eliminando aspectos físicos que desagrada muitas pessoas. 

O que é endermoterapia vibratória?

A endermoterapia vibratória é um procedimento dermatológico para tratar especialmente celulite, mas também oferece bons resultados para outros problemas estéticos, como flacidez e gordura localizada. 

A celulite é uma alteração corporal causada pelo acúmulo de água e toxinas nas células, fazendo com que elas fiquem cheias e endurecidas e causem desníveis e nódulos.

Ela pode aparecer em várias áreas do corpo, no entanto, é mais frequente em regiões que acumulam gordura com facilidade, como coxas, nádegas, barriga e quadril. 

Diferente do que muitas pessoas pensam, a celulite não está relacionada com obesidade, mesmo pessoas abaixo do peso ou em seu peso recomendado pode apresentar estes furinhos não desejados. 

Por meio da endermoterapia vibratória, também conhecida como Cellutec ou Vibrocell, une vibrações com as técnicas de drenagem linfática e remodelagem corporal.

O aparelho francês proporciona uma massagem mecânica em movimentos circulares que atinge as camadas mais profundas da pele, e que deve ser feita em sessões para apresentar resultados satisfatórios. 

Assim, além de amenizar sinais de celulites na região, a endermoterapia vibratória ajuda a remodelar o corpo, fortalecer a pele e definir a silhueta. 

Como funciona o procedimento?

O tratamento de endermoterapia vibratória é realizado em sessões e deve ser feito por um médico dermatologista habilitado. 

Durante o procedimento, é utilizado um aparelho composto por um cabeçote giratório com esferas alongadas em sua base, que se movimenta de forma circular, com vibração e percussão. 

Assim, a endermoterapia vibratória atinge tecidos profundas da pele, aumentando a circulação sanguínea e agitando as células de gordura, que depois são eliminadas pelo organismo. 

Endermoterapia a vácuo x endermoterapia vibratória

Apesar de ambas oferecerem ótimos resultados na remodelagem corporal, a endermoterapia vibratória é a melhor opção para quem quer reduzir celulite sem se preocupar com outras questões estéticas.

A endermoterapia a vácuo não é a mais indicada para regiões do corpo que podem se tornar flácidas com mais facilidade, pois a sucção da pele pode causar esse efeito colateral. 

Isso acontece em áreas como braços e abdômen, por exemplo. 

A técnica da endermoterapia vibratória, além de atingir tecidos mais profundos da pele, oferecendo um resultado mais satisfatório, também pode ser feita em regiões em regiões delicadas sem prejudicar a firmeza da pele. 

Quais os benefícios do procedimento?

A endermoterapia vibratória é um sistema de massagem multidirecional que trata diversos problemas estéticos. Entre seus maiores benefícios, estão:

  • Sistema seguro e eficiente 
  • Procedimento indolor
  • Melhora o aspecto e textura da pele
  • Estimula a produção de colágeno
  • Reduz medidas corporais
  • Combate a gordura localizada
  • Ativa a circulação sanguínea
  • Estimula o metabolismo
  • Relaxa a musculatura 

Em quais casos a endermoterapia vibratória é indicada?

O procedimento é indicado para homens e mulheres que desejam acabar com a celulite e a flacidez corporal, mas também pode ser um poderoso aliado para a queima de gordura localizada. 

A endermoterapia vibratória também pode ser utilizada em tratamentos de acne, em sessões de drenagem linfática, para redução de rugas e cicatrizes e em cuidados depois de cirurgias plásticas. 

Por não ser invasivo e trabalhar apenas com movimentos mecânicos, o aparelho é seguro e não oferece efeitos colaterais. 

Contraindicações do procedimento

Para saber se a endermoterapia vibratória é indicada ao seu caso, o ideal é fazer uma avaliação com um dermatologista. Assim, ele poderá indicar o melhor tratamento, técnica, duração, etc, para que o paciente alcance seu objetivo. 

Assim como todo procedimento estético, existem algumas contraindicações para a endermoterapia vibratória, como:

  • Gravidez
  • Trombose prévia na área a ser tratada
  • Inflamações, infecções ou tumores  na área a ser tratada
  • Insuficiência cardíaca e renal
  • Portadores de marcapasso ou desfibrilador interno

Quantas sessões são necessárias?

A quantidade total de sessões depende do quadro do paciente e do que ele espera conseguir por meio da técnica da endermoterapia vibratória. 

Em geral, o tratamento de endermoterapia dura cerca de dez sessões, e os resultados já podem ser percebidos após o primeiro encontro. 

Quando os resultados começam a aparecer?

É possível perceber diferenças no corpo desde a primeira sessão. Porém, para potencializar o resultado da endermoterapia vibratória, outros tratamentos podem ser associados, a exemplo lipo enzimática, coolsculpting, radiofrequências e massagens redutoras. 

Também é importante manter uma alimentação balanceada e praticar atividades físicas com regularidade. 

Abraços,

Dra. Larissa Oliveira

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro