fbpx

Coolsculpting

A gordura localizada é um dos maiores motivos para a procura de tratamento dermatológico. Muitas vezes, gordurinhas excessivas em algumas áreas do corpo incomodam e levam pacientes a considerar intervenções cirúrgicas. 

Para quem deseja acabar com essa questão sem recorrer à procedimentos invasivos, o tratamento coolsculpting é a melhor alternativa, com resultados efetivos para a perda de medidas corporais. 

Quem encontra dificuldade em eliminar a gordura localizada com alimentação balanceada e atividade física, pode realizar o procedimento com um médico dermatologista. Além da vantagem do resultado em apenas uma sessão, o método é seguro e clinicamente aprovado.

O que é coolsculpting?

O CoolSculpting é uma alternativa tecnológica para redução de gordura localizada.

Sendo o primeiro tratamento não cirúrgico para redução de gordura aprovado pelo FDA (Food and Drug Administration), o procedimento utiliza criolipólise de alta intensidade para congelar gordura corporal em áreas mais resistentes, que depois serão eliminadas pelo organismo.

Para quem deseja reduzir medidas e definir o corpo, a tecnologia inovadora do CoolSculpting proporciona ótimos resultados de forma não invasiva e sem pausa na rotina para recuperação. 

Ele é realizado por meio do resfriamento controlado de algumas áreas corporais, em baixíssimas temperaturas, para romper as células de gordura (adipócitos). 

O método é o tratamento líder na redução de gordura não cirúrgica no mundo e apresenta resultados eficazes, com a vantagem de não realizar cortes, anestesia ou substâncias injetáveis. 

Após uma sessão, o paciente pode eliminar cerca de 20% a 25% da gordura da área tratada, que costuma ser feita na papada, abdômen, costas, coxas, braços e culotes.. 

Em boa parte dos casos, apenas uma sessão é suficiente para conseguir resultados satisfatórios. Caso o paciente queira repetir o procedimento, é indicado um intervalo entre dois a três meses para reforçar o tratamento. 

Como funciona o procedimento?

Durante o procedimento de Coolsculpting, a região tratada é resfriada para que as células de gordura (adiposas) sejam destruídas. 

O aparelho suga a gordura localizada e prende entre os painéis para que o congelamento aconteça apenas na região, sem dano à pele ou aos órgãos. 

Assim, essa área é resfriada – um procedimento chamado criolipólise – que congela a gordura levando à necrose e morte, entre 35 a 70 minutos.

Não é necessário o uso de anestesia para realizar o procedimento, pois o Coolsculpting não é considerado um tratamento invasivo. 

Algumas  sensações que podem aparecer durante a sessão são formigamento, câimbra e ardência, todos bem tolerados  mesmo sem anestesia.

Todos os sintomas, no entanto, são passageiros e pontuais, diminuindo à medida que a região em tratamento fica dormente. 

Após a sessão, as células de gordura começam a ser eliminadas naturalmente pelo próprio corpo. 

Em alguns organismos, as células podem ser reabsorvidas em forma de nutrientes, mas seguindo as recomendações médicas dificilmente a gordura volta a se depositar nas regiões tratadas.  

Por ser um procedimento seguro e bem tolerado, a maioria dos pacientes conseguem voltar à rotina diária normalmente.

O local tratado pode apresentar sensibilidade, hematomas, formigamento e/ou sensação anestésica após a sessão, mas pouco tempo depois as sensações somem. 

Em quais casos ele é indicado?

O Coolsculpting é indicado para quem deseja modelar o corpo e reduzir medidas sem recorrer à procedimentos cirúrgicos. 

O procedimento, porém, só oferece resultados positivos em pessoas que possuem gordura localizada, mas não estão extremamente acima do peso. 

Isso porque o objetivo do tratamento é delinear o contorno corporal, e pessoas em quadro de obesidade precisam perder o excesso de peso primeiro, para depois tratar pequenas regiões de gordura localizada e a flacidez. 

As principais áreas tratadas com Coolsculpting são: papada, abdômen, costas (gordurinha do sutiã), região pré-axilar, braços, coxas e joelho. 

Já as contraindicações do procedimento são:

  • Gestantes e lactantes
  • Pacientes com doenças ativas na área a ser tratada
  • Pacientes com urticária ao frio

Quais os benefícios do coolsculpting?

Um dos principais benefícios do coolsculpting são seus resultados efetivos sem necessidade de cirurgia plástica, como a lipoaspiração, por exemplo. 

Apesar do pequeno desconforto, o procedimento não oferece dor e/ou cortes, não atinge outros órgãos, possui menos efeitos colaterais, tempo de recuperação menor.

Por não ser invasivo, o coolsculpting pode ser realizado por mais pacientes, uma vez que as contraindicações são menores e a sessão é bastante tolerável.  

Outra vantagem do tratamento é que não há necessidade de afastamento da rotina de atividades diárias para recuperação. 

Na maioria dos casos, diferente de cirurgias plásticas em que é recomendado repouso e uso de medicamentos, o paciente pode até mesmo praticar esportes algumas horas após a sessão.  

Apesar de não ser o procedimento ideal para tratar celulite ou flacidez da pele, além de oferecer redução da gordura localizada, o coolsculpting estimula a circulação sanguínea, o que pode levar a uma melhor aparência da pele.

Quando aparecem os resultados?

Os efeitos do coolsculpting começam a aparecer alguns dias após a sessão, porém são contínuos, e podem levar entre dois a três meses para que o resultado permanente apareça.

Em geral, apenas uma sessão é suficiente para que o paciente atinja os objetivos desejados, mas é necessário que alguns hábitos sejam implementados para manter o resultado. 

O recomendado é que o coolsculpting seja associado à uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos. 

Outros procedimentos estéticos também podem potencializar e ajudar a manter a modelação corporal, então procure um médico dermatologista para avaliar quais tratamentos são mais indicados para você. 

Abraços,

Dra. Larissa Oliveira. 

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro