fbpx

O envelhecimento é um ciclo natural que acontece com todo indivíduo. 

O processo, no entanto, não ocorre da mesma forma: cada pessoa envelhece de uma maneira, de acordo com seus hábitos e condições de vida. 

Ainda assim, o declínio da massa muscular é um fator comum que acomete todo ser humano com o passar dos anos. 

Em contrapartida, a musculatura é um dos maiores agentes para uma vida longa e saudável

Parece complicado, mas a relação entre atividade física, musculatura e a longevidade é clara e verdadeira. Entenda mais sobre isso neste post. 

Como a musculatura interfere no envelhecimento?

A sarcopenia é um processo natural e progressivo de perda muscular que se inicia a partir dos 40 anos de idade. 

A condição é uma característica do processo de envelhecimento e, quando não tratada, reduz a expectativa e qualidade de vida dos indivíduos. 

Apesar de ser um movimento natural, a perda de musculatura pode ser suavizada se o exercício físico for um hábito de vida. 

Quando os músculos não são trabalhados, a musculatura enfraquece, se torna flácida, e não sustenta a nossa estrutura óssea. 

Isso porque eles são estruturas que precisam estar em constante movimento, afinal, essa é a sua função: proporcionar a execução de movimentos em excelência. 

Uma função que, muitas vezes, acaba desgastada devido a idade. 

Por que é importante manter a massa muscular?

Segundo um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), quase metade dos brasileiros perde músculos a partir dos 80 anos. 

O dado também aparece em pesquisa da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBB). De acordo com estudos, cerca de 15% dos brasileiros acima de 60 anos sofre com a sarcopenia, que chega a atingir 46% dos idosos depois dos 80. 

E por que uma musculatura bem trabalhada é importante para envelhecer com qualidade?

A perda de músculos resulta em algumas doenças como osteoporose e atrofia neurogênica, por exemplo, que comprometem a autonomia, liberdade e saúde do indivíduo

Como manter uma boa musculatura?

A degradação, apesar de comum, pode ser controlado com alguns hábitos simples:

  • Alimentação rica em cálcio
  • Vitamina D
  • Atividade física 

A partir da combinação destes três hábitos, conseguimos ganhar e manter a massa óssea. Portanto, apenas consumir complementos vitamínicos não é suficiente se não há um estímulo físico, pois é aí que entra o desenvolvimento muscular.

Além da longevidade, a atividade física também proporciona outros benefícios:

  • Equilibra o humor
  • Melhora a marcha
  • Estimula a disposição
  • Diminui o índice de lesões  e fraturas
  • Promove socialização

O ideal é que a prática de exercício físico seja um hábito e quanto antes for iniciado, melhor. 

O que acontece é que, muitas vezes, procuramos por uma atividade apenas quando há um problema já instaurado. Mas esquecemos que melhor do que procurar uma “solução” é investir na prevenção

Então, invista em preservar a sua massa muscular durante sua vida para viver seus anos com mais qualidade, mais feliz e mais saudável. 

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro