fbpx

A perda muscular na terceira idade é um problema que pode desencadear outras dificuldades. 

Apesar de ser uma reação natural do organismo humano com o passar dos anos, existem alguns caminhos e bons tratamentos para melhorar a musculatura, prevenir a sarcopenia e até mesmo reverter a perda. 

Abaixo, explicamos a importância de fortalecer os músculos e quais tratamentos podem auxiliar nesse processo. 

Como retardar a perda muscular na terceira idade?

Sabemos que a massa muscular é fundamental para uma vida de qualidade. Quando o assunto é prevenir os sinais do envelhecimento, uma musculatura forte é ainda mais importante. 

Para isso, alguns procedimentos podem ajudar a retardar a perda muscular na terceira idade:

Atividade física

Exercícios físicos são considerado um remédio para diversas situações e idades, no caso dos idosos, a prática oferece muitos benefícios:

  • Redução de doenças cardiovasculares
  • Redução da hipertensão arterial 
  • Redução do risco de infarto
  • Controle da diabetes 
  • Estabilidade do peso
  • Melhora de humor e bem-estar
  • Prevenção de doenças musculoesqueléticas, como osteoporose

Além disso, pessoas que se exercitam diminuem a perda muscular na terceira idade, processo natural que pode ser controlado, retardado e até revertido.

Treinamento eletromagnético

Em idosos, o treinamento eletromagnético contribui na reabilitação e fortalecimento de músculos importantes para o desempenho físico.

Especialmente para quem sofre com sarcopenia (redução da massa muscular do corpo), o procedimento pode ser um excelente aliado aos outros tratamentos. 

Alguns dos ganhos funcionais proporcionados pelos treinamentos eletromagnéticos são: melhora de postura, ganho de força, acelera o metabolismo e fortalece o trabalho do “core” (músculos profundos da região abdominal, lombar e pélvica que têm como finalidade manter o equilíbrio corporal).  

Sobretudo, o treinamento eletromagnético aumenta a massa muscular, garantindo uma longa vida de qualidade. 

Por que trabalhar a musculatura durante o envelhecimento?

  • Melhora da marcha

A marcha é o conjunto de movimentos que o nosso corpo faz para dar cada passo. O processo exige coordenação motora, equilíbrio e uma boa postura – áreas que acabam comprometidas com o avanço da idade. 

Alguns fatores que podem levar a alteração da marcha são: perda da massa muscular, força muscular comprometida e déficit de equilíbrio. Condições que podem ser melhoradas com o tratamento correto. 

  • Reduz as chances de fraturas 

Se a marcha está funcional, as chances de sofrer com fraturas durante a terceira idade é menor. Alguns fatores de risco mais associados às quedas, além de doenças, são: avanço da idade, baixo condicionamento físico, fraqueza muscular e pouco equilíbrio. 

  • Garante independência 

Trabalhar a musculatura e manter uma saúde de qualidade auxilia na independência do idoso. Por mais simples que uma atividade seja, durante a terceira idade, pode ser necessário a ajuda de terceiros. Quando há uma habilidade física, aumenta a capacidade de fazer as coisas por si só. 

  • Retarda o envelhecimento 

Os sinais do envelhecimento são inevitáveis, mas retardar alguns sintomas pode ser fundamental para uma velhice saudável. Por isso, cuide sempre da mente e da sua condição física! 

Conte comigo para cuidar dos idosos que você ama.

Abrir Chat
1
Agende uma consulta no Rio de Janeiro
Agende sua consulta no Rio de Janeiro